Uncategorized

com outros olhos

Imagem

Pensando no simples chegamos as conclusões mais complexas, já perceberam?

Tanto tempo eu fiquei trancada nesse meu mundo, que esqueci o quanto as pessoas são necessitadas de determinadas coisas lá fora. 

Eu confesso ter uma mania meio doida de tentar enxergar o mundo com olhos mais delicados, no entanto, isso me fere horrores, me machuca, me choca e me imobiliza. Alias, algo que tenho de deixar de ficar: imobilizada diante de certos acontecimentos.

Me ponho no lugar da pessoa, penso em todas as hipóteses possíveis, nas mais concretas até as mais improváveis, me deixo levar pelas sensações e expectativas. E assim elas seguem num fluxo interminável, porém nada parece mudar. O mundo não muda, só o meu, que vai se posicionando de uma maneira – completamente doida, dentro da minha órbita casual. Vejo todos os dias novidades acontecendo ao meu redor, muitas dessas bem desagradáveis, quais tento mudar a cada segundo. Da minha forma, do meu jeito, mas é mais forte. 

Parece que só eu posso me infiltrar pedindo licença no mundo alheio, e ninguém pede licença ou sequer permissão para entrar no meu, o que é bom, pois assim eu expulso todas as investidas com muito mais propriedades, sem criar intimidades ou coisas do gênero. Mas não suporto mais a ideia de sempre me colocar na pior situação alheia – e compreender ela. E ninguém compreender o mais simples dos meus erros.

Puro egoismo.

Anúncios

2 comentários em “com outros olhos

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s