Pensamentos

Internet: a terra da perfeição

Nas redes sociais todo mundo tem a vida perfeita, ninguém tem acne, dívidas ou amores errôneos. Nesse mundo conectado todos se acham no direito de apontar erros e defeitos, como se convivessem há décadas com você, como se pagassem suas contas, roupas e sapatos. 

Suas vidas são tão perfeitas a ponto de rir de um mínimo erro acidental. Dedos são apontados, mas para o teclado e para a tela. Os dedos correm solto para ofender, diminuir e sobressair sobre o outro. Todo mundo é rei na web.

A cada erro de português, a cada vírgula ou ponto trocado, surgem professores sábios e anciões. Velhos professores do Lula. Pois os mesmo trocam o “mais” pelo “mas”. Intendo por entendo, tudo fica submerso à arrogância de seres desconhecidos. De reles anônimos por trás das telas de notebooks, tablets ou celulares.

A cada palavra, inúmeras pedras e palavras chulas. Dignas de realitys shows. Ditadores transparentes levam consigo centenas de fãs, que consideram amigos. Amigos esses que não os conhecem, não conviveram, e nunca precisaram para momentos mais delicados. Entretanto, mesmo assim são “velhos amigos”.

The zuera never ands, a idade nunca chega e a arrogância impera no paraíso dos conectados. Julgamentos e críticas são dadas à velocidade da luz. 

Estranhos querendo te fazer de bobo ou palhaço nunca faltam, e as opinião são pedidas, porém não são aceitas. A educação é escassa. Porém todos se dizem lordes, a ponto de terem a plena convicção de que dizem falar somente a verdade.

Humildade para quê? se a inclusão digital está aí para isso?

Cuidar da vida alheia é muito fácil, só ler comentários e o perfil que então caberá somente aos dedos e a mente vazia questionar e firmar absurdos e xingamentos. A vida alheia é mais simples de ser cuidada, difícil é cuidar da própria, rever erros e ter a humildade em tentar consertar. Ou seja, é muito mais trivial dar pitaco na vida de um desconhecido do que conhecer mais à si próprio.

~~.~~

Trecho da música “Coração Blindado – Engenheiros do Hawaii”

Fácil achar o caminho a seguir
Num mapa com lápis de cor
Moleza mandar a tropa atacar
Da tela do computador

Sem o cheiro
Sem o som
Sem ter nunca estado lá
Sem ter que voltar pra ver o que restou

Com a coragem que a distância dá
Em outro tempo em outro lugar
Fica mais fácil

Fácil demais
Fazer previsões depois que aconteceu
Fácil sonhar condições ideais
Que nunca existirão

(…)

Anúncios

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s