Pensamentos

Refletindo no ônibus

As reflexões que aquele raio de sol de fim de tarde que bate no seu rosto faz pensar que a vida é incrível mesmo, bela e sensacional como dizem horrores de frases e músicas por aí.

Só que só de pensar que a gente passa por tantas quedas sucessivas, afim de enxergar algo realmente belo, que o desalento dá um olá da forma mais abrupta possível. A cada rosto, sorrisos e palavras, percebe-se que tudo pode ser falso ou até inexistente.

Basta um não quereres, para um outro qualquer se fechar friamente. O silêncio ele destrói, e eu sei disso. Porém de repente, já não há necessidade. Ele se torna estúpido e feio.

Antes puro e bonito.

Sabe, a mulher ela sabe. Ela sabe tudo, mas não qualquer mulher, tem que ser “mulher”. Não basta pintar os lábios de vermelho e usar salto a cada fim de semana, não, tem que assumir o erro, o ato, e tudo isso a torna mais admirável. Mas não para os bobos.

Os bobos; como já diz a palavra alguém ou algo tolo, estúpido ou idiota.

Desses de nada se pode esperar, já que leva o adjetivo como troféu. Mas ó, cuidado, há deles por todos os lados, porém, sempre vai haver também o contrário disso tudo.

Assuma e encare de frente.

Anúncios

2 comentários em “Refletindo no ônibus

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s